AO VIVO gitanimator
17:00 - 17:30 Na Cozinha

O Programa Na Cozinha traz os mais diversos pratos da cultura brasileira de forma descomplicada. Apresentado por Márcia Kappes, aqui você aprender e surpreender com os melhores pratos.

17:30 - 18:30 Programa Estilo

O Programa Estilo é um programa de variedades que traz o melhor da moda, eventos e tudo sobre a alta sociedade. O apresentador Hebert Mattos te mostra todos os detalhes, vem com a gente.

14:30 - 14:45 Caldeirão do Bruxo

Para deixar suas tardes ainda mais quentes com as melhores fofocas, Caldeirão do Bruxo, contando os babados, noticiando os fatos de celebridades, políticos, e personalidades com ele, Messias Bruxo.

10:30 - 12:00 Pop Show

O seu final de semana promete ficar ainda melhor com o programa Pop Show. Muito entretenimento e agitação para suas manhãs de sábado na Rede Cidade Verde de Televisão.

13:00 - 13:30 Pesca e Aventura com Jango

09:30 - 09:45 AutoShow

23:00 - 00:15 Amigos do Teodoro e Sampaio

21:00 - 22:00 Programa Perspectivas

15:00 - 15:30 É Desse Jeito

Assista agora o programa É Desse Jeito!

17:30 - 18:30 Programa Estilo

18:30 - 19:00 Caiu na Rede

16:00 - 17:00 Programa Sendy Kaufmann

19:00 - 20:00 Bate Papo

13:30 - 14:30 Porteira do Sucesso

21:00 - 22:00 Papo Com Elas

15:30 - 16:00 Caminhos do Brasil

06:00 - 07:00 Encontro Com a Espiritualidade

07:00 - 08:00 Devoção Sertaneja

08:00 - 09:00 Manhã Sertaneja

09:00 - 09:30 Exército Brasileiro

12:00 - 13:00 Programa Transportador

Notícias

Sá - 18 de Maio de 2024
113.png

Notícias Quarta-feira, 16 de Novembro de 2022, 11:26 - A | A

Quarta-feira, 16 de Novembro de 2022, 11h:26 - A | A

TJ manda ALMT anular aposentadoria de ex-vice-governadora

DIVULGAÇÃO

A 2ª Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça (TJMT) determinou por meio de publicação em Diário da Justiça Eletrônico (DJE), que seja anulada a aposentadoria de R$ R$ 32.644,44, de Iraci Araújo, ex-vice-governadora do Estado. Consta dos autos, que o Juízo da Vara Especializada Ação Civil Pública e Ação Popular determinou anulação da estabilidade de Iraci Araújo Moreira consequentemente sua aposentadoria sobre argumentação de a estabilidade extraordinária foi concedida sem ela ter sito aprovada em concurso público. A defesa de Iraci Araújo entrou com recurso no TJMT alegando a prescrição da Ação Civil Pública, e destacou que “não se pode admitir a imputação de responsabilidade por suposta falha administrativa ao servidor beneficiado pela estabilidade excepcional, principalmente tendo em vista os efeitos gerados com o passar dos anos a ele e sua família”. Conforme a defesa, nenhum servidor estabilizado assinou atos de estabilidade, como nenhum entrou escondido nos quadros funcionais da Assembleia Legislativa, e que todos foram nomeados, estabilizados e mantidos por atos administrativos “pautados pela publicidade, constavam normalmente da relação de servidores, à vista de todos os órgãos e estruturas de controle”. Além disso, afirmou que o ato que concedeu a estabilidade é legal, por que preencheu os requisitos do artigo 19 da ADCT, pois estava em exercício há pelo menos 5 anos continuados na data da promulgação da Constituição Federal de 1988. Ao se manifestou pelo a favor da cassação da sentença.   A Assembleia Legislativa também entrou com recurso alegando que “apesar de a estabilidade no serviço público ter sido concedida por meio de interpretação ampliativa, em tela, se perfaz claro caso de concretização da situação jurídica posta, tendo em vista que o lapso temporal do ato de estabilização (Ato n. 884/95) marca mais de 24 anos, portanto, devendo prevalecer os princípios constitucionais da segurança jurídica e da proteção da confiança, bem como a teoria do fato consumado”. Segundo acórdão dos recursos, publicado no DJE, o voto vencedor do processo foi do desembargador Luiz Carlos da Costa. Ele votou por prover parcialmente o recurso de Iraci Araújo Moreira tão somente para excluir a multa fixada na decisão nos embargos de declaração. Conforme ele, deve ser anulado o ato de declaração de estabilidade extraordinária de servidor ocupante de cargo em comissão, ante a vedação do artigo 19, § 2º, primeira parte, do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT). Ainda segundo ele, a manutenção de Iraci Araújo no quadro de servidores do Estado “importará em prejuízo aos cofres públicos, que não se limita aos proventos de aposentadoria por ela recebido”, destacando que houve ainda “a incorporação da remuneração do cargo eletivo de vice-governadora do Estado e do comissionado de secretária de Bem-Estar Social do município de Cuiabá, bem como o enquadramento no cargo de Técnico Legislativo de Nível Médio, com todas as vantagens da carreira, como se servidor declarado estável fosse equiparado ao efetivo”.

Comente esta notícia

institucional
facebook instagram tiktok whatsapp

Av. Archimedes Pereira Lima, 1200 - Jardim Itália, [email protected]

(65) 3612-0012