AO VIVO gitanimator
14:30 - 14:45 Caldeirão do Bruxo

Para deixar suas tardes ainda mais quentes com as melhores fofocas, Caldeirão do Bruxo, contando os babados, noticiando os fatos de celebridades, políticos, e personalidades com ele, Messias Bruxo.

10:30 - 13:30 Programa do Pop

O Programa do POP é uma revista eletrônica que transmite informação com clareza e dinamismo. No Programa do POP você tem a notícia em primeira mão.

10:00 - 10:30 Treino Aberto
https://cdn.tvcidadeverde.com.br/storage/webdisco/2023/09/02/80x60/2f3695a2941b737e6fc31ac8e860889d.png

O Treino Aberto é o seu de esportes, porta voz do futebol amador, com apresentação de Everton Moreno.

08:55 - 09:00 Shopping Cidade

15:45 - 16:40 Pregação

17:30 - 17:55 Programa Estilo

21:30 - 22:00 Programa Estilo

22:00 - 23:00 Cidadão Consumidor

23:00 - 23:15 AutoShow

23:00 - 23:15 AutoShow

03:30 - 05:50 Cidade Kids

08:30 - 09:55 Manhã com Sabor

07:00 - 08:25 Jornal da Cidade

06:55 - 07:00 Shopping Cidade

06:00 - 06:55 Cidade Kids

08:25 - 08:30 Shopping Cidade

09:55 - 10:00 Shopping Cidade

19:00 - 20:00 Programa da Gente

18:00 - 19:00 Boa Noite Elias Neto

Notícias

Seg - 15 de Julho de 2024
113.png

Política Terça-feira, 26 de Setembro de 2023, 12:57 - A | A

Terça-feira, 26 de Setembro de 2023, 12h:57 - A | A

AGINDO NO ESTADO

Familiares de pacientes internados em Primavera denunciam tentativa de golpe

PC não descarta a possibilidade de uma quadrilha estar agindo em todo estado

Jaqueline Hatamoto

[email protected]

Jornalista e repórter do Grupo TV Cidade Verde

A família de uma criança internada na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital São Lucas de Primavera do Leste, registrou um boletim de ocorrência, contra estelionatários que estariam se passando por médicos, e solicitando depósito em dinheiro para realização de procedimentos médicos. A UTI Pediátrica é mantida pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

A equipe de reportagem foi procurada pela tia de uma criança que se encontra na unidade e relatou a tentativa de golpe. De acordo com ela, uma pessoa se passando por médico da unidade entrou em contato informando que a criança estava com um problema de saúde sério e precisaria de uma cirurgia de urgência, a qual não era coberta pelo SUS.

A tia da criança relatou que os golpistas também ligaram para familiares de outras crianças internadas na UTI pediátrica do hospital com as mesmas informações. A família desconfiou da informação e não fez a transferência bancária.

“Eu fiquei surpresa, pois eles tinham todos os dados da criança. Dados que só o hospital tinha, e eles sabiam. Falaram que se a gente não pagasse a criança ia morrer”, frisou a mulher, que mesmo diante ao desespero conseguiu entrar em contato com a mãe que estava no hospital.

O delegado Honório Neto, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos – Derf, explicou que isso não passa de uma tentativa de golpe que já foi registrado em diversas cidades do país, inclusive, recentemente, tentativa de estelionato foram registradas no Hospital Municipal de Cuiabá. E que não descarta a possibilidade de uma quadrilha estar agindo em todo estado.

“Pelo fato de haver vítimas em outras cidades, acredito que pode ser uma quadrilha, que de maneira escusa tem acesso aos dados desses pacientes que estão nesta lista do SUS, e conseguem fazer o contato com a família e tentar coagir pra fazer os depósitos”, explicou.

O delegado reforça que é importante, mesmo que a pessoa não tenha feito o pagamento, registre a ocorrência para que a Polícia Civil possa tentar identificar os criminosos. O delegado pede que todas as pessoas que receberam ou chegarem a receber esses tipos de ligações ou mensagens, procure a delegacia de Polícia Civil para realizar o registro da ocorrência.

“Para quem recebeu uma mensagem, uma ligação de pessoas que se passam por profissionais do SUS ou de hospitais, afirmando que é necessário realizar pagamentos para pacientes que estão em estado grave, pra ficar esperto que não há qualquer tipo de pagamento por meio do SUS. Se você recebeu uma ligação ou no WhatsApp, mesmo que não fez o depósito, tem que procurar a Polícia Civil, passar as informações, registrar o boletim de ocorrência, porque sem essas informação não é possível que a Polícia Civil investigue”, ressaltou.

Por meio de nota, o Hospital e Maternidade São Lucas disse que em nenhum momento solicita pagamento por procedimentos de pacientes e que medidas estão sendo adotadas. “Após ter ciência do ocorrido, este hospital adotou medidas protetivas, disparando avisos em suas redes sociais. Além disso, internamente sempre são repassadas orientações pelas equipes multidisciplinares referentes a esses golpes, tanto para pacientes quanto para familiares e acompanhantes, pois esse hospital não solicita depósitos bancários para realização de qualquer procedimento”, diz parte da nota.

A direção da unidade ressaltou que está verificando quaisquer brechas que possam estar sendo utilizadas pelos criminosos e que abriu investigação interna. “O São Lucas está fazendo o possível para descobrir todas as brechas existentes que permitem tais golpes. Todas as medidas cabíveis e necessárias estão sendo tomadas, inclusive sérias investigações dentro de todos os setores.”

Tendo em vista casos semelhantes registrados nas cidades de Cuiabá e Rondonópolis, nossa equipe de reportagem entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde, para saber se alguma medida administrativa deve ser tomada, para investigar se há o vazamento de dados dos pacientes ou se há funcionários envolvidos. Fomos orientados a procurar a Secretaria Municipal de Saúde, porém, não obtivemos respostas.

VÍDEO

Comente esta notícia

institucional
facebook instagram tiktok whatsapp

Av. Archimedes Pereira Lima, 1200 - Jardim Itália, [email protected]

(65) 3612-0012