AO VIVO gitanimator
16:45 - 17:15 Na Cozinha

O Programa Na Cozinha traz os mais diversos pratos da cultura brasileira de forma descomplicada. Apresentado por Márcia Kappes, aqui você aprender e surpreender com os melhores pratos.

14:30 - 14:45 Caldeirão do Bruxo

Para deixar suas tardes ainda mais quentes com as melhores fofocas, Caldeirão do Bruxo, contando os babados, noticiando os fatos de celebridades, políticos, e personalidades com ele, Messias Bruxo.

10:30 - 13:30 Programa do Pop

O Programa do POP é uma revista eletrônica que transmite informação com clareza e dinamismo. No Programa do POP você tem a notícia em primeira mão.

10:00 - 10:30 Treino Aberto
https://cdn.tvcidadeverde.com.br/storage/webdisco/2023/09/02/80x60/2f3695a2941b737e6fc31ac8e860889d.png

O Treino Aberto é o seu de esportes, porta voz do futebol amador, com apresentação de Everton Moreno.

06:00 - 06:59 Devoção Sertaneja

08:55 - 09:00 Shopping Cidade

09:55 - 10:00 Shopping Cidade

12:55 - 13:00 Shopping Cidade

16:40 - 16:45 Shopping Cidade

17:55 - 18:00 Shopping Cidade

18:55 - 19:00 Shopping Cidade

20:25 - 20:30 Shopping Cidade

21:25 - 21:30 Shopping Cidade

14:00 - 14:30 Direto de Brasília

14:45 - 15:45 Programa Perspectivas

15:45 - 16:40 Pregação

16:45 - 17:15 Na Cozinha

03:00 - 03:30 É Desse Jeito

Assista agora o programa É Desse Jeito!

19:00 - 20:25 Passando A Limpo

17:30 - 17:55 Programa Estilo

20:30 - 21:25 Programa da Gente

21:30 - 22:00 Programa Estilo

22:00 - 23:00 Cidadão Consumidor

23:00 - 23:15 AutoShow

23:00 - 23:15 AutoShow

23:15 - 00:15 Estúdio Ao Vivo

02:00 - 02:30 Caiu na Rede

03:30 - 05:50 Cidade Kids

02:30 - 03:00 Canal dos Clubes

01:30 - 02:00 Hot Garage

08:30 - 10:00 Manhã com Sabor

07:00 - 08:30 Jornal da Cidade

Notícias

Seg - 17 de Junho de 2024
113.png

Notícias Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 15:52 - A | A

Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 15h:52 - A | A

MORTE DE ADVOGADA

Assassino alega esquizofrenia e pede internação; juíza nega

MORTE DE ADVOGADA

REPRODUÇÃO - MIDIA NEWS

O ex-policial militar Almir Monteiro dos Reis, 49 anos, acusado de matar a advogada Cristiane Castrillon, 48 anos, alegou ter esquizofrenia e pediu à Justiça de Mato Grosso para que sua prisão fosse convertida em internação em hospital psiquiátrico. O pedido, no entanto, foi negado.    O ex-PM foi preso em flagrante na noite de domingo (13), na sua casa, acusado de espancar e asfixiar a advogada até a morte. O corpo dela foi encontrado naquele dia dentro de seu carro, no Parque das Águas, em Cuiabá.   O argumento do ex-PM foi usado por sua defesa durante a audiência de custódia realizada no fim da tarde de segunda-feira (14), presidida pela juíza Suzana Guimarães Ribeiro, da 6ª Vara Criminal de Cuiabá.   O argumento, no entanto, não comoveu a magistrada, que converteu a prisão em flagrante a preventiva (quando não há prazo para terminar).   Segundo a juíza, um atestado médico foi anexado nos autos da prisão em flagrante em que consta da “aptidão física e mental” de Almir. O exame foi realizado no dia 30 de junho deste ano.   “No que tange ao pedido de internação formulado pela defesa, entendo necessário destacar que, além da gravidade do delito e as narrativas do boletim de ocorrência, consta dos autos atestado médico no qual se observa que recentemente em data de 30/06/2023 foi atestada a aptidão física e mental do autuado para realização de suas atividades laborais, razão pela qual entendo pelo indeferimento do pedido”, determinou.   A magistrada ainda apontou para a “gravidade” do crime, tratado como feminicídio pela Polícia Civil, que Almir cometeu.   “A conduta se reveste de gravidade concreta a justificar a segregação cautelar como forma de assegurar a ordem pública”, disse.   Após a audiência de custódia, Almir foi encaminhado para a Cadeia Pública de Chapada dos Guimarães (a 72km de Cuiabá).   O caso   Após matar Cristiane, Almir a colocou no carro dela, um Jeep Renegade, e a deixou no estacionamento do Parque das Águas, em Cuiabá, e fugiu.   Segundo a Polícia Civil, Cristiane tinha várias lesões aparentes por espancamento e foi morta por asfixia. Almir e a vítima haviam se conhecido no dia do crime e ele foi autuado por feminicídio.   “Foi um crime bárbaro que ficou caracterizado pelo feminicídio praticado em razão do gênero da vítima, sendo a vítima espancada e asfixiada até a morte pelo fato de ser mulher”, explicou o delegado Marcel de Oliveira, que atua no caso.

Comente esta notícia

institucional
facebook instagram tiktok whatsapp

Av. Archimedes Pereira Lima, 1200 - Jardim Itália, [email protected]

(65) 3612-0012